15 de janeiro de 2020

NOTA DE REPÚDIO DA SECRETARIA NACIONAL DE MULHERES DO PSB CONTRA PRONUNCIAMENTO DO DEPUTADO JESSÉ LOPES (PSL/SC)

A Secretaria Nacional de Mulheres do PSB vem a público manifestar seu completo repúdio diante da fala do deputado estadual da Assembleia Legislativa de Santa Catarina Jessé Lopes (PSL), que buscou desarticular o mote da campanha “Não é Não”, adotado nos últimos Carnavais, ao afirmar que as mulheres “gostam de ser assediadas”.

Para o parlamentar, o assédio consiste numa prática que visa cortejar as mulheres elevando o ego da vítima. Ele acusa o movimento “Não é Não” de ser extremista, e diz acreditar ser inveja das feministas “tirar o direito da mulher de ser assediada”.

São argumentos completamente desprovidos de inteligência intelectual e emocional, visto que o deputado parece não ter compreendido que o Crime de Importunação Sexual – Lei n. 13.718/18 – caracteriza-se pela realização de ato libidinoso na presença de alguém de forma não consensual, com o objetivo de “satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro” e pode levar o acusado a pegar até 5 anos de prisão, bem como não captou que o assédio se dá a partir do momento que a pessoa, que negou a investida, continua a ser pressionada a aceitar.

É absolutamente triste ver que tal deputado esteja em uma das Câmaras Legislativas do Brasil, usufruindo do tempo e do dinheiro público para reforçar ideias medievais e violentas. Mas nenhuma mulher vai se calar diante dessa afronta! O respeito há de imperar, por bem ou mal. NÃO É NÃO!